Reader Comments

Introdução À Informática Educacional

by Lucia Linda (2019-09-17)


Introdução À Informática Educacional Assim com objetivo de obter rapidez e eficiência na solução dos problemas, geralmente cálculos complexos; armazenar dados e grandes quantidades de informações; buscar rapidamente as informações; diminuir número de pessoas a realizar um trabalho, homem inventou computador e a informática.Posteriormente, este projeto foi integrado ao PLANIN (Plano Nacional de Informática e Automação do Ministério de Ciência e Tecnologia). FERREIRA, D. T. Profissional da Informação: perfil de habilidades demandadas pelo mercado de trabalho. Esperava-se, nesse momento, "construir uma base que garantisse uma real capacitação nacional nas atividades de informática, em benefício do desenvolvimento social, político, tecnológico e econômico" em âmbito nacional (MORAES, 2007). A pesquisa de campo se desenvolveu através da execução do projeto de intervenção " clique aqui e a Sala de Aula", interligado ao projeto Meio Ambiente, desenvolvido pela escola, na turma do 6º ano de escolaridade do Ensino Fundamental, da Escola Estadual Professora Helena Prates, no turno vespertino, ano 2009.trabalho perpassou por estudo das teorias de vários autores que discutem sobre as relações, uso do computador como ferramenta educativa e desenvolvimento da aprendizagem como Valente (1993), Borges (1999), Almeida (2000), Kalinke (2003) dentre outros, possibilitando, assim, um conhecimento teórico que ajudará colher informações do tema.Como resultado teve-se uma confirmação das vantagens de se empregar a TI nas gestões, uma vez que aprimora todo funcionamento da empresa e oferece maior praticidade em relação às informações, maior acesso a estas e mais segurança e excelência no empreendimento. Através da análise da formação econômica brasileira, é possível entender os ciclos da economia e seus modelos de desenvolvimento, identificando qual foi papel do Estado e dos demais agentes econômicos frente ao processo de industrialização e desenvolvimento. Mas com a crescente redução do custo dos computadores e redes de comunicação, aliada ao aumento da facilidade de uso desses equipamentos, fez com que as organizações passassem a dispor de uma infra-estrutura de TI cada vez mais completa e complexa, com capacidade de uso não apenas na automação de tarefas, mas no processamento e acesso a dados e informações, controle de equipamentos nos processos de trabalho e nas conecção de pessoas, funções, escritórios e organizações.